2014.11.17 Michel Agier 1

 

No último trimestre de 2014 foi realizado pelo Colégio Brasileiro de Altos Estudos um Ciclo de Palestras com o antropólogo Michel Agier. Com parceria do programa de Cátedra Francesa da UERJ, do PPCIS/UERJ, do Consulado da França e do Grupo Cidade, aconteceram no CBAE duas mesas redondas e uma jornada de estudos.

Diretor da Escola de Altos Estudos de Ciências Sociais de Paris (EHESS) e diretor de pesquisa no Institut de Recherche pour le Développement (IRD), Michel Agier foi titular de uma das cátedras francesas na UERJ entre setembro e dezembro de 2014. Após haver dirigido o Centro de Estudos Africanos do EHESS, esteve desde 2013 ligado ao Instituto Interdisciplinar de Antropologia Contemporânea. Suas pesquisas tratam das relações entre a mundialização humana, as condições e os lugares do exílio e a formação de novos contextos urbanos. Entre seus últimos livros, contam “A condição cosmopolita” (em francês) e "Antropologia da cidade: Lugares, situações, movimentos" (Terceiro Nome, São Paulo, 2011).    

A primeira atividade, "Da Etnografia das Margens à Antropologia da Cidade", aconteceu no dia 17 de outubro de 2014. No evento, Agier tratou da questão etnográfica e explorou a questão da urbe como um processo apreendido a partir dos movimentos que “fazem cidade”.  

Realizada em 17 de novembro de 2014, “Um mundo de acampamentos; por uma antropologia do confinamento de migrantes, refugiados e trabalhadores”, teve como temática os acampamentos, que Agier classifica como um dispositivo de confinamento que tem se desenvolvido pelo mundo desde os anos 90.

A jornada de estudos “Fronteiras, Migrações, Descentramento, Cosmopolitismo”, que encerrou o ciclo e as atividades do CBAE em 2014, aconteceu no dia 11 de dezembro

 

 

UFRJ Colégio Brasileiro de Altos Estudos - UFRJ
Desenvolvido por: TIC/UFRJ