2017.06.16 As geracoes operarias 261

 

Como parte do ciclo “Estado, políticas sociais, movimentos sociais; história e atualidade”, o Colégio Brasileiro de Altos Estudos recebeu a professora de sociologia Kimi Tomizaki para a palestra “As gerações operárias: ser metalúrgico no ABC paulista”. O evento aconteceu no dia 16 de junho de 2017.

 

Integrante do Departamento de Filosofia e Ciências da Educação (EDF) e do Programa de pós-graduação em Educação da USP, Kimi Tomizaki abordará no evento a temática que explorou também em sua tese de doutorado: rupturas e continuidades nas relações intergeracionais da classe trabalhadora. Transmissão e assimilação de percepções e comportamentos em processos intergeracionais e compreensão de processos de socialização política são as linha de pesquisa que Tomizaki segue, ainda hoje, e que se aproximam também de sua tese.

 

O ciclo aconteceu no primeiro semestre de 2017 e foi iniciativa dos professores José Sergio Leite Lopes (PPGAS-MN) e Beatriz Heredia (PPGSA), diretor e vice-diretora do CBAE.

 

 

2017.06.09 Militancia política e assessoria 20

  

Os pesquisadores José Ricardo Ramalho e Neide Esterci vão participar de palestra no Colégio Brasileiro de Altos Estudos no dia 09 de junho. A atividade “Militância, política e assessoria: o compromisso com as classes populares” leva o nome do livro lançado por eles em abril sobre o processo de resistência à ditadura empresarial-militar brasileira e faz parte do ciclo “Estado, políticas sociais, movimentos sociais; história e atualidade”.

 

A obra reúne 12 relatos de militantes e assessores que constituíram um núcleo de resistência ao regime pós-1964, atuando junto às classes populares. Eles tratam, principalmente, de vivências que aconteceram entre as décadas de 1960 e 1980, até quando foi realizada, em 1989, a primeira eleição presidencial direta depois do período autoritário.

 

Doutor em Ciência Política pela USP e professor de Sociologia da UFRJ, José Ricardo Ramalho é especialista no campo do trabalho e relações de poder. Desde 2010 coordena o projeto de pesquisa “Trabalho, distritos industriais e novas estratégias de desenvolvimento”. Antropóloga, Neide Esterci também é doutora em Ciência Política pela USP e atua no Programa de Pós-graduação em Sociologia e Antropologia (PPGSA) da UFRJ. Referência em estudos antropológicos rurais e ambientais, integra o Conselho Diretor do Instituto Socioambiental (ISA).


O ciclo aconteceu no primeiro semestre de 2017 e foi iniciativa dos professores José Sergio Leite Lopes e Beatriz Heredia, diretor e vice-diretora do CBAE, respectivamente.

 

UFRJ Colégio Brasileiro de Altos Estudos - UFRJ
Desenvolvido por: TIC/UFRJ