Depois de três séculos operando com base nos combustíveis fósseis, o sistema
industrial global confronta-se com a imperiosa necessidade de redefinir sua matriz
energética com o objetivo de evitar os riscos de mudanças climáticas. A transição
energética será um processo longo cuja análise exige enfoque multidisciplinar.
Com significativa capacidade de oferta de petróleo para o mercado global e
matriz energética crescentemente articulada em torno de fontes renováveis de energia, o
Brasil tem situação singular para adotar uma estratégia de longo prazo para que sua
transição energética ocorra de forma ambientalmente sustentável e socialmente justa.
A Cátedra Professor Antônio Dias Leite (CADL) pretende: (i) estudar os efeitos
da transição energética global no sistema industrial brasileiro, (ii) avaliar as políticas
adotadas para inserir nossa matriz energética nesse processo, e (iii) estabelecer uma
plataforma de diálogo da UFRJ com a sociedade sobre essa transformação.
Para alcançar esses objetivos a CADL buscará: (i) articular a reflexão acadêmica
dispersa nos diversos departamentos da UFRJ sobre a transição energéticaem torno do
CBAE, e (ii) organizar cursos, seminários e mesas redondas no âmbito do CBAE que
analisem esse tema.
O desafio mais imediato da nossa transição energética reside na organização
institucional e industrial do mercado,ainda incipiente,do gás natural. O
desenvolvimento dessemercado envolve múltiplas dimensões:regulação, logística,
financiamento, geopolítica, desenvolvimento regional, competição com fontes
renováveis etc. Para que a ampliação do espaço do gás natural no sistema industrial

2

brasileiro ocorra de forma socialmente justa e ambientalmente adequada, é
indispensável que sua análise adote enfoque multidisciplinar.
Para articular a reflexão acadêmica da UFRJ e estabelecer o diálogo da UFRJ
com a sociedade sobre esse tema a CADL oferecerá em 2020 a disciplina Transição
Energética Brasileira: Papel do Gás Natural (anexo).
Ainda como parte de suas atividades para 2020, a CADL está: (i ) articulando a
realização de uma mesa com pesquisadores renomados (um americano, um europeu, um
chinês e um brasileiro) que analisem os desafios da transição energética global no
seminário Amanhãs Desejáveis programado pelo CBAE e (ii) elaborará um documento
que sumarize a atuação da UFRJ no desenvolvimento do setor energético brasileiro para
ser apresentado e debatido na programação comemorativa de seus 100 anos de
existência.
A CADL pretende adicionalmente organizar duas mesas redondas no CBAE em
2020:
 Junho 2020: Transição Energética e Precarização do Trabalho
Assalariado
 Setembro 2020: Transição Energética: Inovações Tecnológicas e/ou
Transformações Sócio Ambientais

UFRJ Colégio Brasileiro de Altos Estudos - UFRJ
Desenvolvido por: TIC/UFRJ