d191021 183

Foto: Eneraldo Carneiro/FCC

 "Confiar na ciência: como recuperar uma visão positiva sobre o futuro humano neste planeta?" (Tatiana Roque)

No dia 21 de outubro, a professora Tatiana Roque começou a terceira aula do módulo III do curso apresentando dados de uma pesquisa realizada em 144 países que mostra que estamos vivendo hoje uma crise de confiança na ciência. Se o percentual geral de desconfiança em relação à produção científica é de 28%, no Brasil ele chegou a 35% dos entrevistados. Além disso, ainda no país, uma em cada quatro pessoas afirmaram não se sentirem beneficiadas pelo trabalho dos cientistas. A professora afirmou, assim, que tal crise de confiança não se deve à ignorância ou falta de informação, como se poderia concluir um tanto apressadamente; ela se dá sobretudo por uma baixa percepção da contribuição da ciência para uma vida melhor, além de refletir também uma descrença generalizada na democracia e na política. Por isso, a ciência precisa pensar estratégias para reconquistar a confiança da sociedade e demonstrar que pode oferecer respostas aos problemas que enfrentamos hoje.

Tatiana demonstrou, na sequência, que a atitude das pessoas comuns diante do especialista mudou com a internet. Além disso, não se sustenta mais a imagem da ciência como prática neutra, desinteressada e universal. Nesse contexto, dúvidas a respeito de verdades científicas, como as mudanças climáticas, acabam proliferando, impulsionadas por grupos ou indivíduos adeptos do chamado negacionismo climático, o que acaba retardando a adoção de medidas para conter o aquecimento global. Para combater o negacionismo, em vez de simplesmente afirmar a autoridade da ciência, a professora sugere que os cientistas explicitem por que seus métodos são confiáveis e mostrem que a ciência é uma aliada importante na conquista de um futuro melhor.

Recorrendo a episódios da história da ciência, a professora mostrou que a legitimidade conquistada pela ciência ao longo dos últimos três séculos se deveu a seu êxito em mostrar que poderia contribuir para um mundo desejável. Para enfrentar as mudanças climáticas, esse pacto de confiança precisa ser renovado, e para isso é essencial que a ciência saiba demonstrar seu valor na construção de um futuro mais justo e inclusivo.

O material de apoio dessa aula, assim como a bibliografia recomendada pela professora, estão disponíveis em: https://bit.ly/2H9J8Di.

 
UFRJ Colégio Brasileiro de Altos Estudos - UFRJ
Desenvolvido por: TIC/UFRJ