FCC8496

Foto: Bira Soares/FCC

 

Na sexta-feira, dia 5 de julho, o Colégio Brasileiro de Altos Estudos prosseguiu com os debates do Ciclo Memória, Movimentos Sociais e Direitos Humanos com a mesa “LGBTQI+ e ditadura: moralidades e políticas sexuais”.

O machismo e a homofobia são constitutivos da história brasileira. Durante a ditadura, se institucionalizaram na forma de diversas práticas repressivas, sustentando moralidades e políticas sexuais. Ao mesmo tempo, e com algum estranhamento das esquerdas do período, o nascente movimento homossexual se torna um dos atores fundamentais da resistência.

Graças aos logros dessa luta, às pesquisas acadêmicas e aos relatórios produzidos por Comissões da Verdade a nível nacional e estadual, a memória da população LGBTQI+ tem assumido renovado interesse. A participação de homossexuais na militância e na redemocratização, bem como as violações a seus direitos, serão alguns dos temas para o debate da próxima sessão.

Participaram do encontro James Green (Brown University), Renan Quinalha (UNIFESP) e Sílvia Aguião (IMS/UERJ).  

James Green é historiador especializado em estudos latino-americanos, brasilianista e ativista dos direitos LGBTQI+ norte-americano. Morou no Brasil entre 1976 a 1982, quando atuou na organização do nascente movimento homossexual. Leciona na Universidade Brown, em Rhode Island, e é autor de diversos trabalhos sobre ditadura e homossexualidades.

Renan Quinalha é advogado com formação em Direito e em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo (USP). Realizou mestrado em sociologia do Direito e doutorado em Relações Internacionais pela mesma universidade. Foi assessor da Comissão da Verdade do Estado de São Paulo “Rubens Paiva”. Atualmente é professor da UNIFESP.

Silvia Aguião é cientista social, com graduação em Ciências Sociais pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, mestrado em Saúde Coletiva pelo Instituto de Medicina Social  doutorado em Ciências Sociais pela mesma universidade. Atualmente é pesquisadora associada do Centro Latino-Americano em Sexualidade e Direitos Humanos (CLAM/UERJ) e editora executiva de "Sexualidad, Salud y Sociedad - Revista Latinoamericana".

O ciclo “Memória, Movimentos Sociais e Direitos Humanos” foi coordenado pelo antropólogo José Sérgio Leite Lopes, junto aos pesquisadores Felipe Magaldi, Lucas Pedretti, Luciana Lombardo e Virna Plastino.

 

 

UFRJ Colégio Brasileiro de Altos Estudos - UFRJ
Desenvolvido por: TIC/UFRJ