FCC9722

Foto: Bira Soares/FCC

 

Após 15 encontros, 52 convidados brasileiros e estrangeiros, centenas de pessoas circulando entre os debates e a exposição “Rastros da Verdade” e dezenas de horas de áudios e vídeos registrados, o ciclo “Memória, Movimentos Sociais e Direitos Humanos” chegou ao fim. A sessão de encerramento foi realizada no dia 12 de julho, sexta-feira, no Colégio Brasileiro de Altos Estudos da UFRJ.

Intitulada “Qual passado o futuro nos reserva? Memória e Direitos Humanos hoje”, a sessão foi composta por quatro conferencistas:  Cecília Olliveira (The Intercept Brasil), Edson Teles (CAAF/UNIFESP), Jurema Werneck (Anistia Internacional) e Paulo Vannuchi (CIDH, 2014-2017), e participação de Roberto Leher (UFRJ). 

Os debates realizados ao longo do curso, sobre as diversas violências da ditadura e sobre as lutas e políticas por memória, verdade, justiça e reparação, ganham ainda mais sentido quando observamos o grave quadro de violações de direitos humanos e de ataque à frágil democracia Brasil. No contexto de um genocídio contra a população negra e de avanço das posições revisionistas sobre a história de violência que marca nosso passado, falar sobre a violência do Estado no passado significa, acima de tudo, propor uma reflexão sobre a violência do Estado no presente.

 

UFRJ Colégio Brasileiro de Altos Estudos - UFRJ
Desenvolvido por: TIC/UFRJ