2018.10.15 Movimentos Culturais no Rio de Janeiro 3.1

Foto: Bira Soares/FCC

 

Com a presença dos pesquisadores Emílio Domingos, Lygia Segala e Regina Abreu, o Colégio Brasileiro de Altos Estudos realizou o debate “Movimentos Culturais no Rio de Janeiro” no dia 15 dee outubro. A atividade fez parte do curso “Rio de Janeiro: desafios e perspectivas”.

Cineasta e cientista social, Emílio Domingos é diretor dos documentários “A batalha do passinho” e “Deixa na régua”. Mestrando em Produção Cultural pela UFF, dedica seus trabalhos aos movimentos de cultura urbana, como funk, hip-hop e samba. Além dos dois já citados, também trabalhou na direção e roteiro de outros 13 documentários, participou da Mostra do Filme Etnográfico e foi pesquisador do programa “Esquenta”, de Regina Casé.

Doutora em Antropologia Social pela UFRJ, Lygia Segala é diretora do Laboratório de Educação e Patrimônio Cultural (LABOEP-FE), na UFF. Dedica seus estudos à antropologia da imagem e aos museus de favelas e é pesquisadora e integrante do Conselho Consultivo do Programa de Memória dos Movimentos Sociais (Memov) do CBAE/UFRJ.

Regina Abreu é doutora em Antropologia Social pelo Museu Nacional da UFRJ e professora de Museologia e Memória Social da UNIRIO. É coordenadora do projeto Museus do Rio, que busca a valorização desses espaços, com ênfase em memória, cultura e patrimônio e também a divulgação, através do portal http://www.museusdorio.com.br/.

Realizada durante todo o segundo semestre de 2018, a disciplina “Rio de Janeiro: desafios e perspectivas” é coordenada por José Sérgio Leite Lopes e Carlos Vainer e oferecida a todos os cursos de pós-graduação da UFRJ. As sessões são abertas ao público e acontecem às segundas-feiras na Av. Rui Barbosa, 762, Flamengo.

 

 

UFRJ Colégio Brasileiro de Altos Estudos - UFRJ
Desenvolvido por: TIC/UFRJ